Mais sobre a semana de alta costura de Paris

0
327
Elie Saab Couture Spring 2018

Na última sexta-feira, dia 26, encerrou mais uma semana de alta costura. Já contamos o que rolou de melhor nos dois primeiros dias. Agora, é o momento de revelar os destaques dos outros três dias.

Jean Paul Gaultier deu o start da sua carreira como assistente de Pierre Cardin na década de 70. E seu desfile foi uma homenagem a ele, o seu “mentor”. Na passarela se viu referências a toda trajetória de Cardin, dos modelos icônicos e futuristas às coleções africanas e asiáticas. Muitas franjas, p&b e op art compunham os looks.

Pierpaolo Piccioli começa a impor cada vez mais o seu estilo na Valentino. Ele apresentou sua ideia de futuro com muitos volumes, rufus, capas e laçarotes e cores vibrantes. Vestidos drapeados florais e com tule encerram o desfile.

As musas da década de 20, como Mistinguett, Josephine Baker, Kiki de Montparnasse, inspiraram a coleção ‘Paris é uma festa’ de Elie Saab. As silhuetas são fluidas e o destaque fica por conta dos bordados geométricos e florais art déco.

Claire Waight Keller se inspirou nas fases da lua para levar as passarelas, da Givenchy, longos de baile com silhuetas alongadas. Os looks encantavam pelo mix de tecidos suaves com alfaiataria e pelo trabalho com decorativismo, ora geométrico, ora grafismos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here